ENTREVISTA

André Sardet

Entrevista com André Sardet

Parece que foi ontem, mas já lá vão 10 anos que André Sardet nos brinda com a sua música feita um dia de cada vez.
O Jornal Inside, quis saber um pouco mais acerca deste cantor e do que o motiva a trabalhar todos os dias com a mesma paixão.

JI - Fale-me do lançamento deste novo CD/DVD. Ele vem celebrar os seus 10 anos de carreira?

AS - Este CD resume 10 anos de carreira, um formato acústico, o que aproxima as músicas da sua essência, à guitarra ou ao piano, quando eu as componho. São 3 álbuns de originais e este Acústico… penso que tenho motivo para celebrar.


JI – 10 anos de carreira, que balanço faz de 10 anos de música?

AS - O balanço é muito positivo. Desde o início que nunca ambicionei ter uma carreira relâmpago, isto é, aparecer e desaparecer. Procuro em cada dia consolidar um pouco mais o meu nome. Ao fim destes 10 anos, sinto que este álbum está a ser aceite mais depressa do que qualquer um dos outros, o que poderá significar que existem pessoas que acompanham de forma fiel o meu trabalho.


JI – O álbum "André Sardet - Acústico", foi gravado no Teatro Gil Vicente, em Coimbra. Fale-me um pouco do ambiente que se viveu nesse concerto?

SA - Foi uma noite inesquecível! Gosto muito de tocar em locais onde o publico está logo ali. Vivi momentos muito intensos em que o público teve um papel fundamental… Recebi muito das pessoas que ali estiveram e pelo contacto que tive com algumas delas depois da gravação, julgo que foi uma noite muito especial para todos nós.


JI - Como aconteceu a participação do Cantor Luís Represas neste concerto?

SA - O Luís é uma pessoa fantástica e um músico excepcional! Não gostaria de comemorar 10 anos de carreira sem ter no palco a pessoa que mais demonstrou amizade e sobretudo respeito musical pelo meu trabalho, devo-lhe bons conselhos e foi uma honra tê-lo comigo a cantar o “Se Eu Disser”.


JI - Nestes 10 anos de carreira, qual foi o momento mais emocionante em cima do palco?
SA - Foi a gravação deste álbum… sem dúvida


JI - Está já a trabalhar, num novo álbum de originais? Para quando?
SA – Ainda não sei quando, ao certo. Prevejo o lançamento em 2007, já que tenho um lote considerável de músicas que acho que merecem ser gravadas. Só ainda não decidi o rumo sonoro que seguirei.


JI - O que pensa do panorama musical em Portugal. Acha que se está a dar mais oportunidade à música e aos projectos nacionais?

SA - Acho que a música atravessa uma crise tal como todo o país, no entanto já me ouvem falar no perigo da não divulgação de novos trabalhos há já alguns anos. Apelo às pessoas que ajudem a música portuguesa de uma forma muito simples e eficaz. Por favor enviem emails para a rádio que habitualmente ouvem e peçam para tocar os artistas nacionais que mais gostam de ouvir… sempre quero ver quem tem razão! Os músicos ou as rádios!


JI - Por onde vai andar a promover "André Sardet - Acústico"?

SA - Um pouco por todo o país! Desde grandes lojas até salas de espectáculos de pequena dimensão, passando por espectáculos de algumas cidades do nosso país.




Autor: Sandra Adonis
Data: Agosto de 2006



COMENTÁRIOS

Visite-nos no FacebookVisite-nos no Twitter

Entrevista

vilhena - LG

VILHENA, TRAÇO E PALAVRA VERRINOSOS - I


ler mais

Votação

Acreditas nas aparições de FATIMA ?!
e concordas com a Canonização dos pastorinhos JACINTA e FRANCISCO