Musica

Mário Laginha e Pedro Burmester

Ao vivo

No Uruguai, Argentina e Brasil

Mais de 20 anos depois de terem gravado um disco juntos, "Duetos" (2004), Mário Laginha e Pedro Burmester continuam a percorrer o mundo com o seu concerto para dois pianos. O próximo destino é a América Latina: dia 8 participam no Festival de Jazz de Montevideo, no Uruguai; a 11 actuam na Usina del Arte em Buenos Aires, Argentina; e dia 13 tocam no Teatro Bradesco, em Belo Horizonte, no Brasil.
Do alinhamento deste concerto fazem parte obras de Aaron Copland, Astor Piazolla, Fréderic Chopin, Claude Debussy, Maurice Ravel e Mário Laginha.
Unidos por uma formação musical clássica e enorme cumplicidade, Mário Laginha e Pedro Burmester construíram carreiras distintas. O primeiro está mais próximo do jazz, da fusão e recriação das músicas do mundo; o segundo está mais orientado para a interpretação do repertório clássico nos seus vários formatos, do concerto a solo até actuações com grande suporte orquestral.
A primeira vez que uniram as suas inclinações musicais e experiências foi em 1994 quando gravaram "Duetos", disco que os levou em digressão por todo o mundo. No final de 2005, Bernardo Sassetti juntou-se a Mário Laginha e Pedro Burmester no projecto 3Pianos.
No ano passado, os dois pianistas voltaram a tocar ao vivo em duo nas principais salas e festivais internacionais. Para o início de 2018 está marcada a estreia de um novo espectáculo, com novo repertório.



Autor: inside
Data: 06/11/17


COMENTÁRIOS