Actualidades

O Dia Mais Curto,

A grande festa da curta-metragem

Em dezembro com sessões de cinema em 34 localidades!

Em dezembro, O Dia Mais Curto regressa a Portugal para a edição do 5.º aniversário! O Solstício de Inverno, no dia 21, volta a servir de mote à grande festa da curta-metragem que, este ano, leva quase 200 filmes a 34 localidades, de norte a sul do país, incluindo os arquipélagos.
Assinalado durante todo o mês mas com grande parte das sessões concentradas a 21 de dezembro – o dia mais curto do ano devido ao Solstício de Inverno – O Dia Mais Curto vai ser celebrado em 34 localidades: Abrantes, Albufeira, Almada, Amadora, Amarante, Barcelos, Braga, Cascais, Coimbra, Elvas, Faro, Funchal, Gondomar, Guimarães, Leça da Palmeira, Leiria, Lisboa, Madalena, Maia, Matosinhos, Oeiras, Ovar, Ponta Delgada, Ponta do Sol, Porto, Sardoal, Setúbal, Tomar, Trancoso, Vila do Conde, Vila Nova de Famalicão, Vila Nova de Gaia, Vila Real e Viseu.

Neste ciclo de cinema, que decorre em simultâneo em vários países, a criatividade dos programadores foi desafiada e as curtas-metragens vão invadir diferentes locais de projeção, dos mais tradicionais aos mais inusitados, dando a descobrir um grande número de cineastas e as suas obras. Para além das sessões em sala, O Dia Mais Curto vai ser assinalado em locais como a piscina do Santana Hotel & SPA, onde os espetadores poderão assistir às sessões entre mergulhos; nos transportes públicos, com exibições no Metro do Porto e na CP – Comboios de Portugal; em estabelecimentos comerciais, com sessões de cinema em 17 lojas FNAC do país; em espaços culturais como o Museu Júlio Dinis e até em espaços de diversão noturna como o Carmo 81’ e o Aqui Base Tango. À semelhança dos anos anteriores, O Dia Mais Curto também passará pela televisão, com programas especiais na RTP2 e nos Canais TvCine & Séries, e pela Internet, com sessões no site da Agência da Curta Metragem e na Filmin. O Dia Mais Curto será também celebrado por alunos de diferentes graus de ensino e em instituições de solidariedade social.
Os programadores associaram-se a esta iniciativa através de sessões de curtas-metragens próprias ou dos quatro programas preparados pela Agência da Curta Metragem, que incluem sessões para adultos e crianças, com filmes portugueses e estrangeiros e de vários géneros. O programa “Curtas no Mundo” é uma sessão de curtas internacionais que dá a conhecer várias visões do mundo nos dias de hoje, desde a guerra na Síria ao quotidiano na capital do Irão, passando pelos habitantes de um parque de campismo em Portugal, sem esquecer o espírito da época natalícia dado em tom de comédia social pela curta franco-belga “Kapitalistis”. Já a sessão “Novas Curtas Portuguesas” apresenta um conjunto de curtas-metragens nacionais que têm vindo a ser reconhecidas pela sua qualidade em festivais de cinema de todo o mundo, revelando novos e talentosos cineastas. O programa inclui o favorito do público da última edição do Curtas Vila do Conde, “Surpresa”, de Paulo Patrício, e os sucessos internacionais “Água Mole”, de Laura Gonçalves e Xá, presente este ano na seleção de Cannes, e o Urso de Ouro do festival de Berlim, “Cidade Pequena”, de Diogo Costa Amarante. A pensar nos mais novos, as sessões “Amiguinhos” e “Curtinhas para Todos” apresentam pequenas histórias, oriundas de vários países, que abordam, de forma lúdica, temas importantes.

A Cinemateca Portuguesa recebe, a 21 de dezembro, uma sessão especial do evento, com a presença dos realizadores, que apresentará, em estreia em Lisboa, “Água Mole” de Laura Gonçalves e Xá; “Verão Saturno” de Mónica Lima; “O Homem Eterno” de Luís Costa; e “Longe da Amazónia” de Francisco Carvalho.

A agenda da 5ª edição d’ O Dia Mais Curto estará disponível nos próximos dias em: www.odiamaiscurto.curtas.pt. Os bilhetes, à venda nos locais das sessões, variam entre a entrada gratuita e os 5,00 euros.
O Dia Mais Curto nasceu em França em 2012 e rapidamente alcançou uma dimensão internacional sendo, atualmente, celebrado em simultâneo em dezenas de países. Em Portugal, o evento é organizado pelo quinto ano consecutivo pela Agência da Curta Metragem.

Autor: ilda pires
Data: 30/11/17


COMENTÁRIOS