Musica

Capicua e Orelha Negra

Dia 11 de Maio

No Eurovision Village

Na próxima 6ª feira, 11 de Maio, o Eurovision Village, espaço criado no Terreiro do Paço, em Lisboa, no âmbito do Festival da Eurovisão da Canção, numa parceria da Câmara Municipal de Lisboa e da Rádio Televisão Portuguesa recebe na noite dedicada à música urbana, os concertos de ORELHA NEGRA às 21.30h e de CAPICUA e banda, com a participação especial da Guerrilha Cor-de-Rosa, às 22.45h.
ORELHA NEGRA - 21:30
Os Orelha Negra oferecem-nos uma visão completamente nova e singular da mais moderna música urbana pós-Hip Hop, assente numa inesperada dialética entre o sampling via MPC, o gira-disquismo e a orgânica live dos seus intérpretes de exceção, bem como na exploração da canção que se liberta da sua escrita tradicional (mas que se quer manter canção), produzindo uma das mais históricas obras da nova cena nacional, com largo alcance além-fronteiras.
Transportando a experiência para os palcos com um impacto notável deixam que esse exercício passe a ter o peso certo no seu processo criativo, levando-os para novos caminhos por explorar.
Ao vivo, os Orelha Negra apresentam uma espécie de viagem espiritual, carregada de psicadelismo e de libertação cósmica, apresentada, neste novo espetáculo, de forma completamente surpreendente – entranham-se na genealogia da Soul, como de repente navegam pelo melhor prog-kraut-rock ou pelas memórias contemplativas de narrativas pop baleares.
Há artistas que, por muito que tenham alcançado, não conseguem deixar de tentar chegar mais longe. Sempre.
CAPICUA COM A PARTICIPAÇÃO ESPECIAL DA GUERRILHA COR-DE-ROSA - 22:45
Depois de se afirmar como uma das figuras maiores do hip hop nacional, Capicua ganha o seu espaço como uma das figuras de proa da nova música portuguesa. Conhecida pela sua escrita emotiva e socialmente engajada, pela espontaneidade e por uma clara atitude feminista, conta já com uma longa discografia, uma vasta lista de colaborações com artistas lusófonos e um interessante percurso como letrista.
No momento em que prepara um disco novo, apresenta-se na Eurovision Village num concerto de celebração do caminho feito e que traça uma transversal à sua discografia. Acompanhada por uma banda cheia de músicos e instrumentos, mas mantendo sempre a centralidade da secção eletrónica que garante a raiz hip hop da sua sonoridade, tem o melhor de dois mundos no mesmo palco e reforça o poder do seu espetáculo.
Como se não bastasse, contará com a participação de várias vozes femininas do panorama musical português, que se juntam para uma performance explosiva em que o estrogénio será o combustível. A "Guerrilha Cor-de-Rosa" de Capicua, aqui representada por Ana Bacalhau, Blaya, Marta Ren e M7, prepara um momento especial que promete por o Terreiro do Paço a sambar. Será uma noite inesquecível em que a música e a palavra estarão ao serviço da representatividade feminina e da festa acima de tudo!




Autor: ilda pires
Data: 10/05/18


COMENTÁRIOS