Actualidades

“Speaking of Chance” em Guimarães

Estreiam

André Gonçalves, Lloyd Cole e Luís Fernandes

Estreia absoluta do espetáculo acontece esta quinta-feira na Black Box do Centro Internacional das Artes José de Guimarães
A Black Box do Centro Internacional das Artes José de Guimarães (CIAJG) está prestes a ficar inundada por (um aglomerar de) sonoridades surpreendentes, propagadas por um trio inédito. “Speaking of Chance” é um espetáculo audiovisual de André Gonçalves, Lloyd Cole e Luís Fernandes, cuja estreia absoluta acontece em Guimarães, pelas 21h30 desta quinta-feira, dia 24 de maio. Fruto desta comunhão, espera-nos um concerto com rumos inesperados e com a qualidade que estes nomes fazem antecipar, suscitando em cada um de nós a criação de novas fronteiras sonoras das quais só nos damos conta quando apostamos em imergir em algo novo.
O uso do termo “aleatoriedade” no contexto da composição musical disseminou-se a propósito da música dos séculos XX e XXI, através de nomes como John Cage, Pierre Boulez, Brian Eno ou Morton Feldman. Contudo, já W.A. Mozart, de certa forma, recorria a este conceito nas suas improvisações. É esta herança que serve como ideia basilar para “Speaking of Chance”, espetáculo audiovisual de André Gonçalves, Lloyd Cole e Luís Fernandes, cuja estreia absoluta acontece em Guimarães.
Operando, em palco, uma armada de sintetizadores modulares, o trio recorre a técnicas de aleatoriedade controlada para esculpir um universo sonoro imersivo e etéreo baseado em padrões rítmicos, harmónicos e melódicos gerados pelas máquinas de acordo com as limitações que lhes são impostas. O acaso tratará de assegurar um resultado tão único quanto irrepetível.



Esta experiência, que nos leva a mergulhar num novo mundo do som, surge do encontro entre três figuras com uma larga relação com este universo, bem como do vídeo. André Gonçalves (Lisboa, 1979) é um músico e artista media que desenvolve a sua atividade a partir de Lisboa. Para além de diversas atuações e exibições dentro e fora do país, criou também a ADDAC Systems, uma das mais importantes marcas de sintetizadores modulares. Lloyd Cole (Buxton, 1961) é um músico inglês conhecido pelo seu trabalho a solo ou a frente do grupo Lloyd Cole and the Commotions. Nas últimas décadas, paralelamente ao seu trabalho como compositor de canções, Lloyd Cole tem desenvolvido atividade no domínio da música eletrónica, colaborando com nomes como Hans-Joachim Roedelius. Luís Fernandes (Braga, 1981) é um músico que opera nos domínios da música eletrónica contemporânea. Para além do seu trabalho a solo, destacado por publicações especializadas como a inglesa The Wire, integra coletivos de caraterísticas diversas, tais como peixe : avião, La La La Ressonance, Harmonies ou o duo com Joana Gama, e compõe música para cinema e exposições.
Os bilhetes para o espetáculo têm o custo de 10,00 euros ou 7,50 euros com desconto, encontrando-se disponíveis nas bilheteiras do Centro Cultural Vila Flor (CCVF), do Centro Internacional das Artes José de Guimarães (CIAJG) e da Casa da Memória de Guimarães (CDMG), bem como nas Lojas Fnac e El Corte Inglés, e via online em www.ccvf.pt e oficina.bol.pt.



Autor: inside
Data: 21/05/18


COMENTÁRIOS

Visite-nos no FacebookVisite-nos no Twitter

Entrevista

André Sardet

Entrevista com André Sardet


ler mais

Votação

Mediar entendimento
49%
Agir pela força
27%
aplicar mais sanções
9%
outra
15%