Musica

MATT SIMONS

LANÇA NOVO SINGLE

"Made It Out Alright"

MATT SIMONS:
Mais de 500 milhões de streams
Mais de 1 milhão de vendas em downloads
8 milhões de Shazams
Top 5 na AAA rádio
#1 European Airplay Hit
90 milhões visualizações no VEVO

O artista americano Matt Simons anuncia o lançamento do seu novo single "Made It Out Alright", disponível a partir de hoje através da [PIAS].
"Made It Out Alright" é uma canção brilhante de pop contemporâneo que mostra a profundidade do talento de composição de Simons e o seu amor por melodias cheias de ritmos. Este single antecede uma digressão de dois meses pela Europa e América do Norte, que começa em Outubro, e é mais um vislumbre do seu novo álbum, que está previsto para 2019.
O último single de Matt Simons, "We Can Do Better", alcançou mais de 50 milhões de streams e teve a colaboração de Emily Warren (Dua Lipa / Chainsmokers) e Scott Harris (Shawn Mendes / Chainsmokers).

Como multi-instrumentista e cantor / compositor, Simons tem por base uma vasta experiência em jazz e música clássica. O seu último álbum, "Catch & Release", levou-o ao topo com a bem-sucedida faixa-título, e o remix Deepend, que alcançou o #1 em toda a Europa.
Matt casou-se com a cantora e atriz Cassandra Sandberg (http://www.cassandrasandberg.com) em Wallkill, NY, no início deste mês (aliás foi em parte daqui que veio a sua inspiração para o single de sucesso 'We Can Do Better').
Entretanto já voltou à sua preenchida agenda promocional pela Europa – com um concerto para 40.000 pessoas no Stade De Suisse no evento da rádio Energy Air em Berna na Suíça e outro para 15.000 em Maubeuge, França.
Sobre "Made it Out Alright", Matt Simons diz:
"Para mim, esta canção responde à pergunta: "Se pudesses, o que é que dizias a ti próprio com 18-21 anos?” Eu lembro-me de me sentir tão perdido e sozinho nesta época que se eu pudesse, eu dizia que tudo ficaria bem.
Embora o vídeo não represente necessariamente a minha própria experiência, ele mostra uma juventude rebelde mas numa maneira muito bonita. Ele coloca muitas perguntas para as quais não tenho as respostas, mas o diretor Eli Sverdlov mostra uma perspetiva muito interessante que me vai trazendo respostas quanto mais eu o vejo.”





Autor: ilda pires
Data: 23/09/18


COMENTÁRIOS