Cinema

Tiro e Queda

A comédia do séc. XXI

Com Eduardo Madeira e Manuel Marques 29 de Novembro nos cinemas

TIRO E QUEDA
O filme mais "gargalhófico" do séc. XXI
produzido por Leonel Vieira
com EDUARDO MADEIRA e MANUEL MARQUES

DOIS HOMENS.
UMA MISSÃO.
QUAL MISSÃO?
NINGUÉM SABE.
NEM ELES PRÓPRIOS.
‘TIRO E QUEDA’ é o filme sobre o qual nos avisaram para ter cuidado quando éramos petizes. Tem amor erótico-libidinoso, tem ação ‘cabriólica’ e comédia ‘gargalhófica’. O que se pode pedir mais de um filme? Muita coisa. Mas deste não.
Eduardo Madeira e Manuel Marques são os protagonistas de “Tiro e Queda”. A nova comédia produzida por Leonel Vieira e realizada Ramón de Los Santos estreia nos cinemas nacionais a 29 de Novembro.
‘TIRO E QUEDA’ é uma comédia para o grande público, com um humor mordaz e satírico à atualidade portuguesa, juntando a tradição da comédia nacional com a modernidade dos humoristas contemporâneos. O filme enquadra-se na tradição das duplas cómicas da história do cinema, resultado de uma adaptação da peça de teatro com o mesmo nome.
Após o êxito de ‘Pátio das Cantigas’, o filme português mais visto de sempre com 608 mil espectadores, e de ‘Filme da Treta’ que imortalizou a dupla Tony e Zézé, Leonel Vieira regressa à produção de mais uma comédia nacional.
Do elenco de ‘TIRO E QUEDA’ fazem ainda parte Carla Vasconcelos, Gabriela Barros, Henriqueta Maya e José Eduardo, com guião de Filipe Homem Fonseca e Eduardo Madeira. O filme foi rodado em Viana do Castelo.

SINOPSE
EDDIE e MANECAS são dois grandes amigos dotados de uma estupidez “galáctica”. E juntos revelam-se um verdadeiro desastre.
No bairro conhecido como “Camboja”, onde vivem sob o comando de suas mulheres, EDDIE e MANECAS tem em comum uma vida dupla, mas ignoram que Rute e Guidinha não são tão estúpidas quanto eles.
Ao receberem a mensagem em código - K4-37, arriscam-se numa missão secreta e viajam até Viana do Castelo onde, depois de instalados num estranho hotel, recebem a visita de uma mulher misteriosa e singular, que os informa sobre a missão a cumprir: “eliminar dois alvos”.
Para este trabalho clandestino, EDDIE e MANECAS devem dirigir-se para o Navio Gil Eanes e contornar as medidas de segurança.
As mulheres acabam por lhes seguir o rasto e EDDIE e MANECAS terão que enfrentar um fim vergonhoso.
Mas serão eles dois verdadeiros atiradores profissionais? Ou apenas dois tipos que disparam uma hilariante e inteligente sátira à sociedade portuguesa?

Autor: ilda pires
Data: 12/11/18


COMENTÁRIOS