Exposições

A exposição

“Colección Masaveu. Grandes Mestres da Pintura Espanhola”

Celebra este fim-de-semana a entrada do visitante 10.000

Percorrer as salas desta exposição é compreender a evolução da arte no país vizinho, tantas vezes com nomes que ainda hoje em Espanha permanecem pouco conhecidos.
Cláudia Lima Carvalho, in Público
O quadro segue com variantes muito pouco reconhecíveis a composição, a disposição, a distribuição das manchas de cor e o número de personagens da obra definitiva. A atmosfera claustrofóbica em torno de Jesus é extraordinária, basta ver-se a galeria de cabeças, como o é a figura do próprio Cristo, e a introdução pouco ortodoxa das três mulheres presentes no Calvário.
Alexandra Carita, in Expresso, sobre "Jesus é despojado das suas vestes", de El Greco
Este não é um Goya qualquer. As duas peças do pintor espanhol que chegam a Lisboa foram pintadas sobre metal. Um momento de viragem na obra do artista, no final do século XVIII, que coincidiu com a surdez e com a busca de novas técnicas e acabamentos.
Mauro Gonçalves, in Time Out, sobre “Espetar as bandarilhas (Bandarilheiro)”, de Goya
A exposição “Colecção Masaveu: Grandes Mestres da Pintura Espanhola” celebra este fim-de-semana a entrada do visitante número 10.000 após de ter sido inaugurada no passado dia 20 de Novembro de 2015. Para assinalar este momento de forma especial, o visitante 10.000 será surpreendido pela Ritmos e pelo Museu Nacional de Arte Antiga, com a oferta de um programa, sendo também recolhido um depoimento seu acerca a exposição.
Na Galeria de Exposições temporárias do MNAA encontram-se expostas cerca de 60 obras, divididas em cinco núcleos: “O esplendor da Idade Média e o Renascimento”, “El Greco e a transição na pintura do Maneirismo para o Naturalismo”, “Cintilações do Século de Ouro: os mestres do Barroco”, “Goya e as Luzes” e “Uma nova luz: de Fortuny a Sorolla”. El Greco, Sorolla, Goya e Zurbarán, são alguns dos nomes que se destacam entre estas obras que desempenharam um papel fundamental na história da pintura espanhola entre o século XV e o século XX.
A Colecção Masaveu é uma das maiores pinacotecas privadas de arte do país vizinho. Esta é apenas a terceira vez que é exposta, depois do Centro Cibele e do Museu do Prado, em Madrid. A mostra decorre até dia 3 de Abril de 2016, entre terça e domingo, das 10h às 18h.

INFORMAÇÕES DE BILHETEIRA:
Bilhete normal €7
Jovens (7 aos 18 anos) €3,5
Sénior (+65 anos) €3,5
Os bilhetes são gratuitos para crianças (até aos 6 anos inclusive) e estão à venda na bilheteira do museu, nos locais habituais e em www.bol.pt.


Autor: ilda pires
Data: 11/01/16


COMENTÁRIOS

Visite-nos no FacebookVisite-nos no Twitter

Entrevista

André Indiana

Entrevista com André Indiana


ler mais

Votação

Acreditas nas aparições de FATIMA ?!
e concordas com a Canonização dos pastorinhos JACINTA e FRANCISCO