Exposições

Fundação EDP apresenta MAAT

E inaugura quatro exposições em Portugal

É com uma nova marca, espaço renovado e quatro exposições que a Fundação EDP apresenta o MAAT - Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia, cuja primeira fase da programação arranca no próximo dia 30 de Junho.

Um circuito museológico redesenhado e quatro salas renovadas em plena Central Tejo que reabre no dia 30 de junho com quatro novas exposições, assinalando a primeira fase de lançamento do MAAT - Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia, no mesmo local que antes deu lugar à marca Museu da Eletricidade.
Esta nova programação traz a Lisboa duas exposições de produção internacional e duas dedicadas à produção artística nacional:
. Lightopia, que resulta de uma parceria entre a Fundação EDP e o Vitra Design Museum, aborda o impacto do fenómeno da luz ao longo do século XX em áreas como a arquitetura, o design e as artes, entre outras;
. Artists’ Films Internacional, um programa dedicado à exibição de filmes, vídeos e animações realizadas por artistas de todo, iniciado em 2008 pela Whitechapel Gallery e que é já uma parceria global entre 16 instituições.
. Segunda Natureza, a primeira exposição de uma série de perspetivas curatoriais sobre a Coleção de Arte Fundação EDP e que, nesta primeira exibição, explora o olhar de vários artistas contemporâneos portugueses (desde os anos 70 do século XX) sobre a natureza.
. Silóquios e Solilóquios sobre a Morte, Vida e outros Interlúdios, é uma exposição do fotógrafo Edgar Martins que traduz uma reflexão sobre a nossa relação com os fenómenos da morte, que resulta de uma pesquisa ao longo de três anos no Instituto Nacional de Medicina Legal de Lisboa.
Luz, Camara, Pintura e Ação pautam Programa Inaugural do MAAT
Foi ao longo do século passado, que a luz elétrica revolucionou o nosso ambiente, as nossas cidades, assinalou o progresso e, de certa forma, iluminou os nossos comportamentos. Lightopia materializa precisamente esta autêntica revolução numa mostra composta por 300 obras que conta com a realização comissariado pelo Vitra Design Museum em parceria com a Fundação EDP.
Analisando a forma como a luz elétrica revolucionou o nosso ambiente, como quase nenhum outro meio, Lightopia apresenta exemplos da sua aplicação e reinvenção nos domínios da arte, design, arquitetura e muitas outras disciplinas. O foco principal da exposição é em obras de designers contemporâneos e artistas como Olafur Eliasson, Troika, Richard Sapper, Moritz Waldemeyer, entre outros.
A exposição esteve patente até Março de 2014 na sede do Vitra Design Museum, em Weil am Rhein (Alemanha), altura em que viajou para o Espace Fondation EDF em Paris e para o Design Museum Gent, na Bélgica, até Abril de 2015. Em Junho de 2016, Lightopia ruma ao MAAT numa exposição que só este espaço poderia acolher.

“Segunda Natureza”
Curadoria: Luísa Especial e Pedro Gadanho
Sala de Exposição: Central 2
Artistas: Alexandre Estrela, Alberto Carneiro, Gabriela Albergaria, entre outros
Nº de obras: Cerca de 50
Patente até: 16 de outubro
A exposição Segunda Natureza é a primeira de uma série de exposições que apresentam perspetivas curato9riais sobre a Coleção de Arte Fundação EDP. Contando com a curadoria de Luísa Especial e de Pedro Gadanho, diretor do MAAT, o denominador comum desta exposição são as representações artísticas do mundo natural quando se toma consciência de que já não existe Natureza intocada pela cultura humana.
Uma exposição que reúne obras de vários artistas portugueses contemporâneos, como Alexandre Estrela, Alberto Carneiro, Gabriela Albergaria, entre outros.
Silóquios e solilóquios sobre a Morte, a Vida e Outros Interlúdios
Curadoria: Sérgio Mah
Sala de Exposição: Central Cinzeiro 8
Artistas: Edgar Martins
Nº de obras: a definir
Patente até 16 de outubro
Do fotógrafo português residente em Londres, Edgar Martins, e com a curadoria de Sérgio Mah, esta exposição resulta de três anos de pesquisa no Instituto de Medicina Legal de Lisboa. Ao longo desse tempo, Edgar Martins pesquisou e investigou arquivos do vasto espólio daquele instituto, constituído por fotografias de provas forenses, objetos e armas usadas em crimes e suicídios, entre outros elementos.
Edgar Martins é um jovem fotógrafo português de reconhecimento crescente no panorama cultural nacional e internacional.
“Artists’ Film International”
Parceria: WhiteChapel Gallery
Curadoria: Inês Grosso
Sala de Exposição: Central Tejo / Sala das Caldeiras
Artistas: Eva&Franco Mattes, Igor Jesus, Karin Sander, Rachel Maclean e The Institute For New Feeling
Número de Obras: 9 | Patente até 16 de outubro
A Exposição Artists’ Film International irá apresentar um conjunto de obras em filme, vídeo e animação, de vários artistas internacionais. As 9 obras serão projetadas em espaços adjacentes à maquinaria industrial da Central Tejo, convidando à descoberta e perceção da arte em confluência com percurso museológico dedicado à ciência e produção de energia.
O projeto foi iniciado pela Whitechapel Gallery (Londres) e é organizado anualmente por um grupo de 16 instituições internacionais – Istanbul Modern, Fundación Proa (Buenos Aires) e National Centre for Contemporary Arts – NCCA (Moscovo), entre outras.
Para mais informações, por favor contactar:
Carlota Burnay | cb@fxt.pt | 916 094 127
Adelina Cabral | ac@fxt.pt | 966 110 557


Autor: ilda pires
Data: 29/06/16


COMENTÁRIOS

Visite-nos no FacebookVisite-nos no Twitter

Entrevista

Ana Paula Russo

ANA PAULA RUSSO - «MELODIA SENTIMENTAL»


ler mais

Votação

Mediar entendimento
45%
Agir pela força
27%
aplicar mais sanções
9%
outra
19%