Musica

"As Canções de Leonard Cohen"

5ª feira no Olga Cadaval com lotação esgotada

21 Setembro :: C.C. Olga Cadaval, Sintra ESGOTADO 27 Setembro :: Casa da Música, Porto ESGOTADO 29 Setembro :: CAE Figueira da Foz ÚLTIMOS BILHETES 10 Outubro :: Cine-Teatro Louletano ESGOTADO

Na quinta-feira celebra-se o 83.º aniversário de Leonard Cohen e para comemorar a vida do músico canadianDavid Fonseca, Jorge Palma, Márcia, Mazgani (Sintra e Porto), Miguel Guedes e Samuel Úria juntam-se no mesmo palco para homenagear "As Canções de Leonard Cohen". Ao vivo, estes músicos aclamados do panorama musical português vão interpretar as suas canções de eleição do vasto e rico repertório do cantor, compositor e poeta que faleceu no dia 7 de Novembro de 2016, um mês depois de ter editado o seu 14.º álbum de originais, "You Want It Darker".
Três dos espectáculos encontram-se já com lotação esgotada - quinta-feira, no Centro Cultural Olga Cadaval, em Sintra; dia 27 na Casa da Música, no Porto; e dia 10 de Outubro no Cine-Teatro Louletano, em Loulé - restando apenas alguns ingressos para o concerto de dia 29 de Setembro no CAE Figueira da Foz, a última data d' "As Canções de Leonard Cohen" a ser anunciada.
A acompanhar David Fonseca, Jorge Palma, Márcia, Mazgani (apenas em Sintra e Porto), Miguel Guedes e Samuel Úria estará o colectivo de músicos formado por Pedro Vidal, na direcção musical e nas guitarras; João Correia, na bateria; Nuno Lucas, no baixo; João Cardoso, nas teclas; e Paulo Ramos e Orlanda Guilande, nos coros.
Com produção do Bairro da Música e a chancela da Embaixada do Canadá em Portugal, estes quatro espectáculos intitulados "As Canções de Leonard Cohen" apresentam-se como uma homenagem ao autor de canções como "Dance Me To The End Of Love", "Bird on The Wire", "Hallelujah", "I'm Your Man", "Sisters of Mercy" e "So Long, Marianne".
ÚLTIMOS BILHETES
29 SETEMBRO - CAE FIGUEIRA DA FOZ
"Leonard Cohen, poeta solitário e lúcido, abordou cáustica e genialmente, com ternura e sarcasmo, as labirínticas paixões da mente", Jorge Palma
"O Cohen é um daqueles raros talentos que conseguiu cruzar a música com a poesia sem atropelar nenhuma delas. Uma acaba por agigantar a outra num diálogo raro entre as palavras e os sons. Um dos grandes mestres da palavra do nosso século", David Fonseca
"A forma como Cohen se colou ao meu gira-discos foi sempre romântica e substituiu muitos livros de poesia. Poucos descreveram tão bem a perfeição. Cohen escreveu sobre ela e às tantas encarnou-a, confundia-se com ela quando cantava o que escrevia", Miguel Guedes
"A forma como Cohen se colou ao meu gira-discos foi sempre romântica e substituiu muitos livros de poesia. Poucos descreveram tão bem a perfeição. Cohen escreveu sobre ela e às tantas encarnou-a, confundia-se com ela quando cantava o que escrevia", Miguel Guedes
"Como se resume em palavras quem teve uma vida a ampliar-se nelas? Leonard Cohen foi o maior poeta dos músicos, o maior músico dos poetas. O mais imortal dos que já não estão cá", Samuel Úria
"Foi graças a ele que comecei a escrever canções. Por isso, julgo ser justo dizer que Leonard Cohen salvou-me a vida", Mazgani

Autor: ilda pires
Data: 20/09/17


COMENTÁRIOS