Baile Tropicante este Sábado no Musicbox

Segundo Aniversário

NOVO TRABALHO DE CHANCHA VIA CIRCUITO SERÁ OUVIDO PELA PRIMEIRA VEZ EM LISBOA

Felizmente que nestas coisas de aniversário de uma rúbrica dedicada à latinidade, a idade pouco ou nada importa. Vale a dança, esse veículo infalível na promoção do amor. O segundo aniversário do Baile Tropicante tem como convidado Chancha Via Circuito, xamã digital da Amazonia que cruza fronteiras entre a Argentina e Bolívia. Em vésperas de lançar o segundo disco, o produtor argentino regressa a Lisboa para fazer do Cais do Sodré porto de desembarque para a nova world music, preocupada com a antropologia que carrega.
Sábado, dia 7 de Junho, teremos todos mais tempo para respirar e vibrar com o hipnotismo de alguns dos novos temas de Pedro Canales, referência máxima da cumbia digital. O resto da noite será uma guerra de amor entre La Flama Blanca e o cúmplice de longa data, El Mecanico del Amor.
Os bilhetes já se encontram à venda na bilheteira online por seis euros. A noite começa às 00h00.
SÁBADO. 7 JUNHO
BAILE TROPICANTE: 2º ANIVERSÁRIO
CHANCHA VIA CIRCUITO | 00H00 | LIVE
LA FLAMA BLANCA Y EL MECÂNICO DEL AMOR | 01H30 | CLUBBING
Entrada: €6
A música de Chancha Via Circuito promove uma reformulação de worl music latino-americana, tendo como ponto de partida a cumbia digital. No entanto, será redutor não olharmos para o universo musical de Pedro Canales sem lhe apontarmos a presença de uma fusão de estilos que não conhece fronteiras. Por lá encontramos ritmos brasileiros, harpas paraguaias, a mística dos Andes, a melancolia do folclore das Pampas argentinas num diálogo constante com a música electrónica futurista e o post dubbstep. Uma fórmula que o tornou numa referência entre pares e foi acalmada por meios tão transversais como o New York Times e o Washington Post. Em vésperas de editar “Amansara”, o segundo disco de originais, Chancha Via Circuito regressa a Lisboa para um espectáculo que será composto apenas com os novos temas.
A noite encerra em modo de festa com as escolhas musicais de La Flama Blanca e El Mecânico del Amor.

Autor: inside