Faleceu Nuno Lima de Carvalho Director da Galeria de Arte do Casino Estoril

Faleceu, esta manhã, aos 86 anos, Nuno Lima de Carvalho, Director da Galeria de Arte
do Casino Estoril e membro do Júri dos Prémios Estoril Sol, designadamente o Prémio
Vasco Graça Moura – Cidadania Cultural, Prémio Literário Fernando Namora e Prémio
Revelação Agustina Bessa-Luís. Ao longo de mais de quatro décadas de permanência
na Estoril Sol, para além das suas funções de carácter administrativo, Nuno Lima de
Carvalho distinguiu-se por desenvolver e promover relevantes iniciativas nas áreas do
Turismo, da Cultura, da Arte, Espectáculos, da Literatura, do Jornalismo, da
Gastronomia e outros sectores de actividades de cariz social e humano.
Nuno Lima de Carvalho nasceu a 15 de Junho de 1932, em Vila Franca do Lima, Viana
do Castelo. Licenciado em Direito pela Universidade de Lisboa e Filosofia e Letras pela
Universidade de Salamanca, foi Secretário-Geral da Estoril Sol durante cerca de duas
dezenas de anos e Diretor de Relações Exteriores da mesma empresa.
Foi Director de Serviços na União de Grémios dos Espectáculos, 1956-71. Secretário da
Administração da Estoril-Sol, 1971-76. Secretário-Geral da Estoril-Sol, 1976-2002.
Presidente da Assembleia-Geral da Casa do Minho em Lisboa, 1987-92. Fundador da
Confraria dos Gastrónomos do Minho de que foi Mordomo-Mor, durante 23 anos.
Director da Galeria de Arte do Casino Estoril, desde 1975 até à presente data.

Durante mais de quatro décadas na Estoril Sol, desenvolveu uma importante acção nas
áreas da animação cultural, artística e de lazer. Quando assumiu a direcção da Galeria
de Arte do Casino Estoril, procurou transformar este espaço numa rampa de lançamento
para artistas jovens, sendo uma das galerias que mais tem feito nesse campo, através dos
Salões de Primavera, já com 34 edições.
Foi responsável pela realização de outras grandes exposições colectivas como os Salões
de Outono, 34 edições e os Salões Internacionais de Pintura Naïf, 38 edições.
Promoveu, com Isabelino Coelho, a criação do Museu de Arte Primitiva Moderna de
Guimarães e a representação portuguesa no Museu Internacional de Pintura Naïf de
Jaen, Espanha. Organizou, ainda, as 4 edições do Prémio Edinfor de Escultura.
Lima de Carvalho coordenou seis grandes Salões Nacionais de Artesanato, divrsas
Semanas Culturais e Gastronómicas, de todas as regiões do País: Minho, Trás-os-
Montes, Douro, Beiras, Oeste, Ribatejo, Alentejo, Açores e Madeira, além da realização
de Semanas Culturais e Gastronómicas de âmbito internacional: Bahia, Itália,
Moçambique, Angola, Macau, Galiza e Áustria. Por ocasião das Comemorações dos
500 Anos do Descobrimento do Brasil organizou uma exposição, Humor
Luso–Brasileiro, com a participação de 7 dos mais qualificados cartoonistas
portugueses e 7 brasileiros.
Promoveu a criação do Prémio Literário Fernando Namora.
Foi editorialista do jornal “A Voz”, durante 3 anos e colaborador da imprensa regional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *