Festival Santa Casa Alfama’19

O grande Festival de Fado regressa a Alfama nos dias 27 e 28 de setembro.

Pelo segundo ano, a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) dá o nome àquele que é o grande festival anual do Fado da cidade de Lisboa: o Santa Casa Alfama.

Com esta estreita parceria, a Santa Casa volta a estar ao lado da expressão artística de um estilo de música que é um elemento importante da identidade portuguesa, o Fado, reforçando, deste modo, o seu apoio à música nacional.

O Festival decorre em pleno coração de Alfama, o bairro onde nasceu o Fado, e dá voz e palco a novos e “antigos” talentos. Abre também portas a alguns dos locais mais importantes e históricos da cidade, através de concertos a decorrer em várias salas, em simultâneo.

Seguindo a missão de sensibilizar a comunidade para a importância da inclusão social, garantindo acesso à cultura a todos os cidadãos, a Santa Casa irá levar as Boas Causas até Alfama: contribuindo para que todos possam assistir aos concertos e aos artistas de que mais gostam, independentemente da sua condição física e idade, vai desenvolver estruturas de acessibilidade para pessoas com mobilidade reduzida, à semelhança de anos anteriores.

O Cartaz está completo:
Ana Moura, Gisela João, Ricardo Ribeiro, Marco Rodrigues, Katia Guerreiro, Sara Correia, um Tributo a Amália Rodrigues, Jorge Fernando e Waldemar Bastos são algumas das propostas que vão marcar a edição de 2019 do Santa Casa Alfama.

Gisela João prepara concerto surpresa, com hora e local a serem revelados apenas no Festival.

Bilhetes já à venda na Blueticket, Museu do Fado e locais habituais.

Mais de 40 concertos, em 12 palcos, no coração de Alfama.

27 e 28 de setembro, Alfama / Lisboa
www.santacasaalfama.com / www.facebook.com/santacasaalfama

O Festival Santa Casa Alfama celebra o encontro de um país com a sua própria Música. Nos dias 27 e 28 de setembro, a canção portuguesa brota das ruas da cidade de Lisboa e o povo está lá para ouvi-la. As vielas de Alfama constituem a paisagem que se entrelaça com as vozes, o trinar da guitarra, a poesia que fica solta pelas ruas… E os vários palcos espalhados pelo bairro lisboeta são a prova viva de que o Fado consegue ser muita coisa ao mesmo tempo, sem nunca deixar de ser português.

O cartaz da edição de 2019 está completo

Palco Santa Casa

Dia 27
No primeiro dia, Ana Moura regressa a Alfama para um concerto imperdível. Depois do sucesso de “Desfado” (o disco mais vendido em Portugal nos últimos dez anos) e “Moura”, editado em 2015, a fadista continua a trilhar um caminho que personaliza o seu Fado como uma música aberta ao mundo e sintonizada com a contemporaneidade. Prepara-se para editar um novo disco com a produção do norte-americano Emile Haynie.

E esse é mais do que um bom motivo para querer ver e ouvir Ana Moura já na próximo mês de setembro, em Alfama.

No mesmo dia, o fadista Marco Rodrigues regressa ao festival para um concerto que promete marcar a diferença. Os convidados são Marisa Liz e Tiago Pais Dias dos Amor Electro. “Amor Em Construção” é um sucesso que junta as vozes de Marco Rodrigues e Marisa Liz, assinado por Marisa com Tiago Pais Dias. Esse será certamente um dos momentos altos da noite.

Ainda no dia 27, o Palco Santo Casa recebe aquela que é já uma certeza no Fado. Quando se dizia que Sara Correia tinha o futuro pela frente, não se podia imaginar que este presente fosse já tão brilhante. O disco homónimo editado em 2018 confirmou-a como uma das vozes do momento. Em setembro, a fadista de Marvila promete conquistar Alfama com a sua garra e irreverência.

Dia 28
Ricardo Ribeiro está de regresso ao Santa Casa Alfama para atuar no dia 28 de setembro. Discos como “Porta do Coração”, “Largo da Memória” ou “Hoje É Assim, Amanhã Não Sei” marcam o percurso desta voz maior da música portuguesa.

Em 2019 regressou aos discos com “Respeitosa Mente”, acompanhado pelo pianista português João Paulo Esteves da Silva e pelo percussionista norte-americano Jarrod Cagwin. A poderosa voz de Ricardo Ribeiro continua a encantar e a arrebatar plateias e é isso que voltará a acontecer em Alfama, no próximo mês de setembro.

Com dez discos editados, centenas de concertos nos mais prestigiados palcos nacionais e internacionais, Katia Guerreiro é uma das vozes mais queridas do público português. Em 2018 editou um novo disco. “Sempre” voltou a surpreender a crítica e os fãs com um trunfo inesperado para muita gente: a produção sábia, cirúrgica e imaculada de José Mário Branco. O concerto no Festival Santa Casa Alfama vai passar por alguns desses temas, no Palco Santa Casa.

Amália Rodrigues é o nome maior do Fado, a grande voz do século XX português. É natural que qualquer fadista queira ter o privilégio de cantar temas do reportório da fadista, perpetuando no tempo o legado único da nossa diva. No ano em que passam 20 anos sobre a sua morte e a um ano do seu centenário de vida, o Santa Casa Alfama apresenta um Tributo a Amália, com três fadistas que prestam homenagem à voz de Amália e ao seu reportório. São três fadistas que se complementam precisamente na sua diferença. Diamantina, Gonçalo Salgueiro e Tânia Oleiro prometem um concerto memorável, dia 28, no Palco Santa Casa.

Palco Ermelinda Freitas | Rooftop do Terminal de Cruzeiros de Lisboa
Na passada edição do Santa Casa Alfama, o palco instalado no Rooftop do Terminal de Cruzeiros de Lisboa foi um autêntico sucesso. Este ano não poderia ser diferente. Com uma vista deslumbrante sobre o Cristo Rei, a Ponte 25 de Abril e toda a Lisboa que sobe de Alfama, a proposta é ouvir um “Fado ao pôr-do-sol”.

Dia 27
O prodígio da guitarra portuguesa, Ângelo Freire, prepara um concerto com a Banda de Música da Força Aérea. Ali, onde o Rooftop toca o céu de Lisboa, este encontro faz todo o sentido.

Ainda no mesmo dia, a outra proposta é recriar o ambiente do “Clube do Fado”, a mítica casa de Fado de Mário Pacheco.

Dia 28
Neste dia, o Rooftop Terminal de Cruzeiros de Lisboa recebe um dos grandes nomes do Fado da atualidade: Jorge Fernando. Dispensa apresentações. Letrista, compositor e intérprete de alguns dos maiores sucessos da música portuguesa, o músico traz para este concerto alguns dos temas do seu último disco, “De Mim Para Mim”.

Museu do Fado | Fachada do Museu
Ao longo das duas noites de Santa Casa Alfama, a fachada do Museu do Fado será o palco de um maravilhoso espetáculo de Video Mapping, proporcionando uma viagem fascinante pela história do Fado, desde o século XIX aos nossos dias, e sempre de olhos postos no futuro. A projeção revisita os momentos mais marcantes da história do Fado, ilustrados com algumas das mais emblemáticas peças do acervo do Museu. Este espetáculo foi concebido através de uma parceria entre a Egeac| Museu do Fado e o atelier OCubo e conta com a participação especial de Carlos do Carmo, Mariza, Camané e José Manuel Neto.

Museu do Fado | Esplanada Restaurante do Museu
E porque o Fado é de todos e para todos, o Palco do Museu do Fado dá voz ao público que passa por Alfama. As anfitriãs serão as vencedoras do Grande Prémio do Fado, Inês Vilela (Prémio Júnior) no dia 27, e Daniela Helena (Prémio Sénior) no dia 28.

Sob o título “O Palco do Público”, o público é convidado a ganhar coragem para subir ao palco e mostrar o fadista que há em si. Os mais corajosos vão ser acompanhados por belíssimos músicos prontos para o acompanhar em qualquer tom.

As inscrições podem ser feitas até ao dia 20 de setembro, com um limite de 10 participantes por noite. Mais informações em www.museudofado.pt

Palco Amália | Auditório Abreu Advogados
A proposta do Palco Amália prova que o Fado é um género que continua bem vivo nos nossos dias, com vozes que garantem o presente e o futuro da nossa música.

Dia 27
No primeiro dia, quem sobe ao palco são os fadistas Rodrigo Costa Félix e Cláudia Picado. A fadista escolheu este ano para editar o seu disco de estreia: “Reflexo”. E o fadista também se prepara para editar um novo disco. Vai chamar-se “Tempo” e é um registo intimista que promete conquistar o público presente no Palco Amália.

Dia 28
No segundo dia, o Fado vai ficar a cargo de Marco Oliveira e Isabelinha. O jovem fadista vai levantar o véu sobre aquilo que será o seu próximo trabalho, enquanto que Isabelinha vai mostrar a razões pelas quais foi escolhida para dar voz ao projeto XAVE, com o escritor e jornalista Rodrigo Guedes de Carvalho.

Palco Santa Maria Maior | Largo do Chafariz de Dentro
No Palco Santa Maria Maior desfilam os grandes talentos de uma freguesia que vive o Fado durante os 365 dias do ano. Estas são vozes ligadas aos bairros mais típicos de Lisboa (incluindo Alfama, obviamente), genuínas e populares, capazes de arrebatar qualquer plateia. Neste palco, situado este ano no Largo do Chafariz de Dentro, os fadistas vêm aos pares:

No dia 27, Sónia Santos e Luís Capão abrem caminho para Jaime Dias e Conceição Ribeiro; e no dia 28, Maura e André Gomes precedem Ana Marta e Vítor Miranda. Aqui não faltará tradição e também muito coração.

Palco Bogani | Grupo Sportivo Adicense
No grande festival de Fado, a música e o espaço não são coisas que se separem. E é a partir dessa união que surgem os momentos mais emocionantes para o público. Nesse sentido, os grupos e as coletividades também são convidados a participar nesta grande festa, como prova o Palco Bogani, instalado no Grupo Sportivo Adicense.

No dia 28, o público é convidado a ouvir as vozes de Diogo Rocha, Celeste Maria, Nelson Lemos e Lino Ramos; no dia 29, é a vez de Artur Batalha, Odete Jorge, João Casanova e Silvino Sardo. Alguns destes nomes não são conhecidos do grande público, mas todos construíram um percurso que merece o aplauso do público presente no Santa Casa Alfama.

Igreja de São Miguel
Como tem acontecido desde a primeira edição, em 2013, o itinerário do Santa Casa Alfama também passa pelas igrejas do bairro, lugares de culto que se transformam em palcos perfeitos para uma arte tantas vezes ligada a sentimentos como a devoção, a adoração e a fé.

No dia 27, a Igreja de São Miguel vai receber o espetáculo “Até Deus Gosta de Fado”, onde José Gonçalez convida José Cid e Maria da Fé para um momento inesquecível. No dia 28, será a vez de outras duas vozes que conhecem o repertório religioso como poucos: Miguel Ramos e Ana Sofia Varela.

Escadinhas de São Miguel
As Escadinhas de São Miguel são outro dos espaços míticos do bairro de Alfama. O Fado vai ser trazido por quatro vozes inconfundíveis. De gerações diferentes, com estilos diferentes, os quatro asseguram o mesmo nível de qualidade:

Dia 27
No primeiro dia, o público vai poder ouvir duas vozes históricas e cheias de vitalidade. Ada de Castro e António Rocha dispensam apresentações para quem está atento ao que há de mais genuíno na música portuguesa.

Dia 28
No segundo dia, é a vez de Lenita Gentil e Pedro Moutinho encantarem o público com alguns dos temas dos seus novos discos, “Lenita” e “Um Fado ao Contrário”, respectivamente, ambos editados em 2019.

Palco Santa Casa Futuro | Sociedade Boa União
O Festival Santa Casa Alfama assume-se desde o primeiro momento como uma montra privilegiada para ficar a conhecer algumas das jovens promessas do Fado. É o que vai voltar a acontecer no Palco Santa Casa Futuro, instalado na Sociedade Boa União.

Neste palco, artistas consagrados vão apresentar novos talentos do Fado.

No dia 27, Ana Moura apresenta os talentos de Beatriz Felizardo, Beatriz Silva e Inês Pereira.
No dia 28, Ricardo Ribeiro apresenta José Geadas, Maria Passarinho e Tiago Correia.

Não há dúvida de que o futuro do Fado também mora no Santa Casa Alfama.

Palco EDP | Centro Cultural Dr. Magalhães Lima
O Palco EDP, no Centro Cultural Dr. Magalhães Lima, é a prova de que o Fado consegue namorar com outros géneros, sem nunca perder a sua força e a sua identidade.

Dia 27
Nesse sentido, no dia 27 o festival recebe um nome da música pop portuguesa que também sabe encontrar dentro de si a alma fadista: João Só. O músico apresentará um espetáculo único, desenhado especialmente para o Santa Casa Alfama, onde dará uma roupagem mais clássica às suas irresistíveis canções pop-rock.

No mesmo dia, o Palco EDP vai receber umas maiores promessas do Fado: Diana Vilarinho. Ela vai editar o seu disco de estreia este ano, com produção do fadista Ricardo Ribeiro.

Dia 28
O talento de Waldemar Bastos personifica o caracter cosmopolita do Fado, com o som do violão acústico de Angola a encontrar-se com as músicas de Portugal, do Brasil e do Mundo.

No mesmo dia, também se poderá ouvir a arte de um dos mais promissores guitarristas portugueses, o jovem Bruno Chaveiro.

Igreja de Santo Estevão
No dia 27, a Igreja de Santo Estevão vai ser o palco do espetáculo “O Fado subiu ao Céu”. Neste concerto imperdível vozes vindas diretamente da cidade do Porto trazem fados religiosos de fadistas que já não estão entre nós. Espera-se, portanto, mais uma noite cheia de emoção, cujos protagonistas serão revelados brevemente.

No dia 28, José Quaresma fará soar a sua bela voz antes da atuação de Pedro Galveias e Cátia Garcia, outro momento imperdível.

Fado à Janela | Largo de São Miguel
Por último, um dos momentos mais queridos do público, o tradicional “Fado à Janela”, situado no Largo de São Miguel ficará a cargo dos músicos Jorge Silva, José Manuel Rodrigues, Gilberto Silva.

Gisela João | Concerto Surpresa
O Fado não tem geografia. É uma arte maior e que, no Festival Santa Casa Alfama é ainda mais elevada, num dos mais carismáticos lugares do país, envolvendo o público numa imensa celebração, fazendo vibrar as ruas de Alfama e dando uma outra vida a muitos dos seus espaços. A vivência do Festival é tanto maior, quanto mais o público se deixe surpreender pela descoberta, do Fado e da Cidade.

E é com este sentido que a edição de 2019 do Santa Casa Alfama preparou uma surpresa: o concerto de uma das Fadistas mais queridas do público, Gisela João, acontecerá de surpresa no Festival, sem que dia, hora e local sejam revelados antecipadamente, ao contrário dos restantes concertos, fazendo da vivência do Santa Casa Alfama uma experiência ainda mais estimulante.

Minhota de gema, Gisela João tem um jeito ora doce, ora vulcânico, sempre impactante e envolvente de cantar. Cativa com a sua voz e entrega extraordinárias. Mulher, artista e Fadista do norte, prepara-se para um concerto que será, assim, muito especial.

Santa Casa Alfama,
mais de 50 concertos em 12 palcos, no coração de Alfama.

Cartaz completo

27 de setembro
Palco Santa Casa – Ana Moura, Marco Rodrigues convida Marisa Liz e Tiago Pais Dias (Amor Electro), Sara Correia
Palco Ermelinda Freitas | Rooftop do Terminal de Cruzeiros de Lisboa | “Um Fado ao Pôr do Sol” – Ângelo Freire e Banda de Música da Força Aérea, “Clube do Fado” de Mário Pacheco
Museu do Fado Video Mapping “Fado”
Esplanada Restaurante do Museu do Fado | O Palco do Público – Inês Vilela e atuações do público (inscrições no Museu do Fado)
Palco Amália | Auditório Abreu Advogados – Rodrigo Costa Félix, Cláudia Picado
Palco Santa Maria Maior | Largo do Chafariz de Dentro – Jaime Dias e Conceição Ribeiro, Sónia Santos e Luís Capão
Palco Bogani | Grupo Sportivo Adicense – Diogo Rocha, Celeste Maria, Nelson Lemos, Lino Ramos
Igreja de São Miguel – “Até Deus Gosta de Fado”- José Gonçalez convida José Cid e Maria da Fé
Escadinhas de São Miguel – Lenita Gentil, Pedro Moutinho
Palco Santa Casa Futuro | Sociedade Boa União – Ana Moura Apresenta: Beatriz Felizardo, Beatriz Silva, Inês Pereira
Palco EDP | CC. Dr. Magalhães Lima – João Só, Diana Vilarinho
Igreja de Santo Estevão – “O Fado Subiu ao Céu” com fadistas do Porto a anunciar
“Fado à Janela” | Largo da Igreja de São Miguel – Jorge Silva, José Manuel Rodrigues e Gilberto Silva

28 de setembro
Palco Santa Casa – Ricardo Ribeiro, Katia Guerreiro, Tributo a Amália Rodrigues com Tânia Oleiro, Diamantina e Gonçalo Salgueiro
Palco Ermelinda Freitas | Rooftop do Terminal de Cruzeiros de Lisboa | “Um Fado ao Pôr do Sol” – Jorge Fernando
Museu do Fado Video Mapping “Fado”
Esplanada Restaurante do Museu do Fado | O Palco do Público – Daniela Helena e atuações do público (inscrições no Museu do Fado)
Palco Amália | Auditório Abreu Advogados – Marco Oliveira, Isabelinha
Palco Santa Maria Maior | Largo do Chafariz de Dentro – Ana Marta e Vitor Miranda, Maura e André Gomes
Palco Bogani | Grupo Sportivo Adicense – Artur Batalha, Odete Jorge, João Casanova, Silvino Sardo
Igreja de São Miguel – Miguel Ramos, Ana Sofia Varela
Escadinhas de São Miguel – Ada de Castro, António Rocha
Palco Santa Casa Futuro | Sociedade Boa União – Ricardo Ribeiro Apresenta: José Geadas, Maria Passarinho, Tiago Correia
Palco EDP | CC. Dr. Magalhães Lima – Waldemar Bastos, Bruno Chaveiro
Igreja de Santo Estevão – Pedro Galveias e Cátia Garcia, José Quaresma
“Fado à Janela” | Largo da Igreja de São Miguel – Jorge Silva, José Manuel Rodrigues e Gilberto Silva
Concerto surpresa Gisela João (local a anunciar no dia do concerto)

Bilhetes

Até 31 de agosto:
Passe de 2 dias – 25€
Bilhete diário – 15€

Até 26 de setembro:
Passe de 2 dias – 30€
Bilhete diário – 20€

27 e 28 de setembro:
Passe de 2 dias – 35€
Bilhete diário – 25€

O passe tem que obrigatoriamente ser trocado por pulseira, pelo próprio, colocada pela organização do Festival no Museu do Fado, a partir do dia 267 de setembro. A pulseira dá acesso a todos os espaços do Festival até ao limite de lotação de cada um.

Locais de venda:
Museu do Fado, Blueticket.pt – Call Center Informações e reservas 1820 (24 horas), ABEP, Bilheteiras da Altice Arena, rede Pagaqui, FNAC e em bilheteira.fnac.pt, Worten, Phone House, ACP, El Corte Inglês, Turismo de Lisboa

Pacotes de bilhete e alojamento em Festicket.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *