INSIDE - O Jornal à Tua Medida !!

ENTREVISTA

sal entrevista

LISBOA EM QUEIMA

Este sábado foi dia de mais uma Benção das Fitas, numa manhã de grande afluência à Alameda das Universidades, e um grande motivo de orgulho para muitos recém-licenciados, mas sobretudo para muitos pais (e outros familiares), que invadiram a Cidade Universitária, de máquina fotográfica ou de filmar, um punho.

O dia da Benção, comprovou-se mais uma vez, é o marco de continuidade da verdadeira tradição académica nas festividades em Lisboa.
Benzidas as fitas, é tempo de festa em mais uma Semana Académica, que este ano regressa à Praça Sony. Em tempo de contenção, e de recuperação de valores estudantis, o cartaz, sem nomes de festival, aposta na união, convivio, e boa disposição, para a reconquista do êxito.
Luis Semedo, Presidente da Associação Académica de Lisboa, fala ao coração dos estudantes, e convida todos para uma adesão total à Queima de Lisboa.

Inside - Mais um dia de Benção, e uma semana de festividades em Lisboa. A tradição ainda é o que era?

L.S. - Sim, a cerimónia da benção tem sempre muita gente em Lisboa, e na Alameda. Este ano decidimos começar ao contrário, primeiro pela benção, e no decorrer da semana, mais uma semana académica de Lisboa.

Inside - A benção é o ex-libris dessa tradição...?
LS - Em relação à benção, penso que há de facto, muita adesão, está sempre tudo muito cheio, e isto apesar de muitas faculdades que começam a fazer as suas próprias festas. Por exemplo a Lusófona, onde se faz a queima do cheque, no Instituto Politécnico de Lisboa, há já também algumas festividades próprias, mas realmente a Benção das Fitas em Lisboa, é muito bem vista e tem sempre muita adesão.

Inside - Como vão então decorrer as festividades académicas? (destaques)
LS - Vai começar, na segunda, com a Missa Académica, às 13h, e depois a Serenata que decorre à noite no Panteão Nacional. Terça temos uma garraiada da parte da tarde, na Universidade Lusíada, e temos uma festa de abertura do Salódromo, no Cenoura do Rio, discoteca no Parque das Nações.
A partir daqui, de 4ª feira, começam vários espectáculos na Praça Sony. A mesma estará sempre aberta a partir das 18h, com muitas actividades paralelas, como torneio de matraquilhos humanos, actividades radicais, etc.
Temos uma componente muito académica este ano, com várias Tunas em actuação. Na sexta feira, Terrakota é o grande nome do cartaz, e sábado fechamos com Enapá2000.

Inside - Este foi um ano de contenção em termos de cartaz..?
LS - Este ano houve o principio, ou foi politica desta direcção decidir-se em assembleia geral que só se realizaria a SAL se houvesse e tivéssemos as parcerias necessárias para cobrir as despesas. Isso foi possível, e a partir desse momento avançámos para a semana académica. Obviamente que não é um cartaz como o de outras queimas, que têm um orçamento gigantesco, mas é uma queima que dá garantias de pelo menos, podermos estar optimistas.
Um ponto muito forte também, mesmo em relação às outras queimas, é o facto do preço ser muito social, em que o bilhete custa 3 euros por dia, e a também importante participação de todas as faculdades de Lisboa no recinto, o que já não acontecia há uns bons anos.
O espaço também é bom, está enraizado, já é conhecido, portanto há garantias de termos uma boa queima.



Autor: Pedro Vieira
Data: 16 Maio



COMENTÁRIOS

Visite-nos no FacebookVisite-nos no Twitter

Entrevista

stonerage pronto

STONERAGE - prontos a “rockar” o país!!!


ler mais

Votação

Mediar entendimento
48%
Agir pela força
28%
aplicar mais sanções
9%
outra
16%