Carla Pires lança “Cartografado” em França”

CARTOGRAFADO, é o quarto álbum de Carla Pires, em nome individual, seguindo-se a AQUI (2016), ROTA DAS PAIXÕES (2012) e ILHA DO MEU FADO (2005).

A modernidade da música portuguesa de raízes múltiplas, cosmopolitas mas também rurais, nacionais, mas também viajantes, passa por aqui.
Por locais de paragem e de conversa inesperados onde quem escuta é desafiado a entrar num outro tempo e num outro contacto com as andanças do fado pelos caminhos do mundo, enredando-se em sonoridades raianas, bulerias de flamenco ou nas voltas do vira, virando o sentido dos fados sem virar o sentir fadista.

O desconcerto de uma perda amorosa, o ajuste de contas com a vida e com o destino, os encontros nas paisagens do silêncio e da solidão, a partida, a aventura, a sorte, a saudade mas também o regresso e a festa passam por aqui. Por pontos que nos chegam ao fundo do riso e do choro e que a riqueza emocional da voz de Carla Pires une, traçando as linhas de CARTOGRAFADO.

Dos 14 temas do alinhamento, 11 são originais com letras de Amélia Muge, Tiago Torres da Silva, Manuela de Freitas, Maria do Rosário Pedreira, Carla Pires, André M. Santos e Joaquim Balas e composições de Amélia Muge, André M. Santos, Francis Hime, Ivan Lins, Joaquim Balas, Michales Loukovikas e Samuel Quedas.

FICHA TÉCNICA

Direcção artística de Amélia Muge e autora de diversos originais. Produção musical, arranjos e edição de André M. Santos. Em estúdio estiveram os músicos Bernardo Couto na guitarra portuguesa, André M. Santos na guitarra clássica, João Novais no contrabaixo, a que se juntara António Barbosa – violino, Otto Pereira – violino, João Barata – viola de arco e Raquel Merrelho- violoncelo, nos temas “O Tempo e a Vida” e “Âncora do Tempo”. Kyriakos Gouventas coloco o seu violino no tema “Sei de um Silêncio”, no Arion Studio em Atenas. As vozes de Elsa Matos
Gomes, Marta Ribeiro, João Pedro Afonso e Rui Bôrras, assim como as palmas de Marta Chasqueira pontuam em “Vida Nova”.
Gravado no Atlantico Blue Studios em Paço de Arcos, por Fernando Nunes, reponsável também pelas misturas e masterização. Fotografia de Aurélio Vasques. Design gráfico de Cristiana Serejo.
Tradução para inglês de Michales Loukovikas. Produção executiva de Joaquim Balas. Edição da Ocarina Music.

ALINHAMENTO
01. TUDO O QUE NÃO HÁ | Amélia Muge
02. ALMA APRENDIZ | Tiago Torres da Silva/Samuel Quedas
03. CARTOGRAFADO | Amélia Muge
04. VIAJAR ASSIM | Manuela de Freitas / Fado menor/variações
05. SEI DE UM SILÊNCIO | Amélia Muge / Michales Loukovikas
06. TA BOUCHE AUX LEVRES D’OR | Paul Éluard / Amélia Muge
07. EM FRENTE AO MURO | Amélia Muge/André M. Santos
08. VIDA NOVA | Maria do Rosário Pedreira/Amélia Muge
09. O TEMPO E A VIDA | Tiago Torres da Silva/ Francis Hime
10. SOZINHA COMIGO | Carla Pires/Alfredo Marceneiro (Fado Cravo)
11. ÂNCORA DO TEMPO | André M. Santos
12. VIRAFADO | Joaquim Balas
13. DATE A VOLAR | Alfonsina Storni / Armando Machado (Fado súplica)
14. VINHOS DOS PORTOS | Amélia Muge/Ivan Lins

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *