GISELE PIRES MOTA

Sexta, 14 de Fevereiro de 2020 | 19H00 |

Programa

Grazina Bacewicz (1909-1969) 50 anos de morte
Sonata 2
I. Maestoso/Agitato
II. Largo
III. Toccata
Cláudio Santoro (1919-1989) 100 anos de nascimento
Paulistanas
1. Lento (Cantabile)
2. Moderato, tempo de Catira
3. Molemente Chorosa (Lento)
4. Allegro
5. Poco Lento (Entoando)
6. Chôro
7. Sonata em 1 movimento
Heitor Villa Lobos (1887-1959) 60 anos de morte
Hommage a Chopin
I. Nocturne
II. Ballade
Frédéric Chopin (1810-1849) 170 anos de morte
Noturno op. 62 n. 18 em Mi Maior
Ballada n. 1, op. 23

GISELE PIRES MOTA é Doutora em Piano Performance- Acompanhamento e Música de Câmara pela Florida State University (EUA) Gisele Pires Mota possui mestrado em Performance Musical pela Universidade Federal de Goiás sob orientação de Lúcia Barrenechea e especialização em Performance Pianística pela Universidade de Brasília como aluna de Elza Kasuko Gushikem.
Foi professora de piano, música de câmara e correpetidora da Escola de Música de Brasília por 15 anos e em 2016 conquistou o 1o. lugar no Concurso para Professora Efetiva de Piano e Estruturação Musical na Universidade de Brasília, posicão que ocupa atualmente.
Participou de cursos e master-classes com Margot Garret, Warren Jones, Simone Dinnerstein, Moura Castro, Sergei Dukachev entre outros. Se apresentou com instrumentistas e cantores da Itália, Romênia, Costa Rica, Rússia, Coréia, Japão, Estados Unidos bem como músicos de renome nacional. Tendo como umas de suas principais característica a versatilidade, além da atuação como pianista solista e camerista, Gisele Pires Mota correpetiu diversas óperas e peças teatrais.
Em 2014 lançou o CD “Luz e Névoa – Canções de Câmara de Alberto Nepomuceno” com o tenor André Vidal sendo este o primeiro registro somente com canções em português do compositor. Faz parte do Grupo de Pesquisas do CNPQ “APHECAB” investigando no acervo de Hermelindo Castello Branco o repertório cancional produzido por compositoras brasileiras.
Como pesquisadora, tem desenvolvido estudos e publicado artigos sobre a inter-relação entre poesia e música, entre análise e performance musical e sobre o mercado de trabalho do pianista. Suas pesquisas relacionadas ao piano na música brasileira de concerto abarcam também música de câmara e canção de câmara. É coordenadora do Laboratório de Pesquisas Pianísticas (LPP) no Departamento de Música-UNB pesquisando repertório brasileiro para piano solo, principalmente de compositoras.
Em Agosto de 2019 iniciou sua investigação de pós-doutoramento sobre composições do século XXI para piano solo no CESEM da Universidade Nova de Lisboa, Portugal.

Solistas da Metropolitana

BOMTEMPO E VINCENT D’INDY

Museu Nacional da Música

J. D. Bomtempo – Quinteto com Piano em Ré Maior
Vincent d’Indy – Quinteto com Piano, Op. 81

Alexêi Tolpygo, violino
Ágnes Sárosi, violino
Irma Skenderi, viola
Hugo Paiva, violoncelo
Francisco Sassetti, piano

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *