MADELEINE PEYROUX em Portugal

MADELEINE PEYROUX Pela primeira vez em Portugal !

Destaque entre “monstros” do jazz contemporâneo, tais como Norah Jones e Diana Krall, e considerada a “Billie Holiday dos anos 90”, a cantora Madeleine Peyroux surpreende pela paixão perante a música e a humildade com que leva a carreira.

Madeleine Peyroux surgiu um pouco antes de Norah e Diana, mas optou pelo anonimato – preferia tocar e compor pelas ruas de Paris, onde começou a cantar, ou no meio do Central Park, em Nova York. No entanto, a sua falta de apetite para a fama não pôde ser engolida. Dona de uma voz apaixonante, Madeleine logo recebeu comparações a Billie Holiday, ao lançar o seu primeiro álbum Dreamland, em 1996. Em 2004 o seu Careless Love, inclui estonteantes interpretações de êxitos de outros artistas, tais como Bob Dylan, mas que chegam quase a ser músicas totalmente novas, desta vez entregues ao estilo intensamente romantico de Peyroux. Dificilmente evita-se que o ouvinte fique totalmente rendido à pureza da sua emoção e ao seu estrondoso talento musical ao serviço de talvez as mais refinadas baladas romanticas alguma vez interpretadas este século. O extraordinário poder do feitiço musical de Madeleine é tal que pôde transformar uma No More sobre ruptura romântica numa balada de sedução – e seduzir, por sua vez, a audiência.

Há meses atrás “sumiu do mapa”. Madeleine só queria um pouco de paz para recuperar-se de uma cirurgia nas cordas vocais, na sequência da qual não sabia se poderia voltar a cantar.

O seu novo álbum mostra que sim, e que voltou em grande forma. Half the Perfect World é um tributo às diversas influências e artistas que pautaram os seus 32 anos de vida, tais como Leonard Cohen, Tom Waits, Fred Neil e Joni Mitchell. Entre as canções estão sucessos de Dance Me to the End of Love (Leonard Cohen), You´re Gonna Make Me Lonesome When You Go (Bob Dylan) e Between the Bars (Elliott Smith). O álbum alcançou um lugar no Top Five da Billboard – embora ela recuse o rótulo de cantora de jazz.

Todo esse talento e sonoridade, que mistura blues antigos e música francesa, com folk melancólico e jazz, estará presente no palco do Grande Auditório do CCB, no dia 18 de Novembro, às 21h00

Autor: Paulo Cardoso Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *