Prana estreiam novo single e EP com selo Valentim de Carvalho

A história dos Prana conta já com uma década de música, amizade e paixão pela criação artística que não deixa ninguém indiferente. Em dez anos não se esgotaram em fórmulas, têm a capacidade de se reinventar e mantêm a curiosidade acesa.

Três músicos, três amigos, três álbuns de originais, e a constatação de que sendo três o número mágico e a conta perfeita, nada como uma triangulação ao encontro de quem se abandona à experiência de viver, em busca de uma tempestade perfeita, que troque coordenadas e redireccione os sentidos.

É com três canções que os Prana se preparam para iniciar uma nova etapa musical, experimentando novas abordagens e caminhos, novas ideias e soluções estéticas, mas mantendo a coerência e dinâmicas sonoras que os caracterizam, tanto em disco como ao vivo – e aí no seu máximo fulgor!

TEMPO NOSSO é o single de avanço para o EP “Entre o verde e o laranja”, com videoclipe já disponível no YouTube dos Prana, gravado nos Estúdios Valentim de Carvalho.

Uma canção que nos desafia a arriscar novos caminhos. É o primeiro trabalho da banda de São João da Madeira a ser editado com selo Valentim de Carvalho.

ALINHAMENTO DO DISCO “ENTRE O VERDE E O LARANJA”
1. Um dia de cada vez
2. Tempo nosso [videoclipe]
3. Vou andar por aí

Primeiro, o alerta. Há que viver “Um dia de cada vez”, entre dias sim e dias não, num tempo de incertezas, como todos, e dúvidas. Um tempo e uma música que nos interpelam. Uma música agri-doce de quem não se resigna (basta ouvir o solo de guitarra para o sentir, a inquietação e o prazer da descoberta de novos estímulos) e que não se limita ao modo quotidiano de sobreviver e a tomar obedientemente as doses de alienação diárias que são servidas em sobredoses mediáticas.

Depois, o amor e o desafio (um assobio reminiscente de um qualquer duelo spaghetti western…), um enunciado poético de uma relação a dois, amantes. Ou entre os Prana e nós, os ouvintes? O “Tempo Nosso” vem como se fosse tarde mas sem pressa de chegar, sem medo de perder o ar, quem sabe? Pode ainda haver um tempo para nós. E o tempo é este, agora!

Por fim, com “Vou andar por aí” vem a bonança. E a esperança, de que mesmo que aqueles que vagueiam e divagam não estão perdidos, estão à procura. E podemos contar com eles, sempre que precisarmos. E que bom que é ter os Prana aqui à mão, sobretudo com esta capacidade de nos fazer passar entre os pingos da chuva. Eles andam por aqui. E levam-nos com eles, para um lugar musical excitante e novo. Esquece o mundo e vem dançar.

AGENDA DE CONCERTOS
15 de Novembro | Bang Venue (Torres Vedras) – evento oficial
23 de Novembro | Cine-Teatro Doutor Morgado (Oliveira de Frades)
15 de Dezembro | A anunciar

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *