Évora Urban Village o futuro em movimento a partir de Évora

 

O Évora Urban Village cruzará música e dança, vídeo e artes plásticas, graffiti e rap, num evento pensado para mobilizar uma cidade com séculos de história. O Évora Urban Village prepara-se para pôr toda uma cidade a dançar, a escutar música, a ver arte, a pensar no futuro. Para tanto convocou uma série de artistas, DJs, músicos, divulgadores, criadores plásticos ou dançarinos das mais modernas correntes urbanas.

Uma das maiores revelações nacionais do momento presente no Évora Urban Village

Shaka Lion está numa fase ascendente da sua carreira. O DJ luso-brasileiro baseado no Barreiro tem sabido abalar pistas de norte a sul do país e tem até conseguido vasta atenção internacional. A reputada publicação Pitchfork destacou uma das suas mixes no mês de Agosto, elogiando o seu trabalho ao lado de grandes nomes do panorama internacional da música electrónica. Depois de ter sido recrutado para o selo internacional de referências Soulection, Shaka Lion promete levar até Évora uma cuidada selecção, entre as mais modernas cadências, dos afrobeats ao hip hop, para meter uma cidade milenar no ritmo certo.

Da Antena 3 chegam igualmente duas referências que mostrarão nos pratos duas perspectivas importantes sobre a nova música nacional (e não só…).

Referência impulsionadora na divulgação da música portuguesa, marca presença!

Henrique Amaro é uma das mais atuantes e incansáveis figuras no plano da divulgação da música portuguesa: aos microfones da Antena 3 com o seu Portugália ou planeando iniciativas anuais como o Prémio Novos Talentos da FNAC, sempre em várias frentes da música em Portugal, Henrique Amaro foi autor e voz de clássicos programas de rádio como o 100% na Antena 3 ou programador artístico do projecto “Tejo Beat”. Henrique vai sempre procurando o futuro da música que se cria na nossa língua.

Figura incansável na divulgação da cultura hip hop em Portugal!

Rui Miguel Abreu, autor do programa Rimas e Batidas e director da revista digital com o mesmo nome, tem-se mostrado como um dos mais importantes divulgadores de hip hop do nosso país. Rui Miguel Abreu assina ainda regularmente textos sobre a música generalista para diversos meios tais como a revista digital Blitz, mas antes passou pela editora Norte Sul assinando míticos projetos nacionais de relevo. Coleccionador de discos, é desde há largos anos considerado um dos maiores conhecedores e impulsionadores de música em solo nacional.
Ambos virão ao Évora Urban Village mostrar a música que os tem feito abanar.

Ver, pensar e agir! Uma válvula de reflexão urgente.Rap e Arte Urbana ao Vivo.

O projecto Válvula, que une os talentos do rapper-activista LBC e do ilustrador/artista plástico António Jorge Gonçalves também pretende agitar consciências. Válvula é o ponto de equilibrio perfeito em que as palavras e as imagens contam o mesmo, procurando fazer-nos a todos pensar e agir. É, precisamente, uma sociedade em movimento o que se pretende criar com este Évora Urban Village. O projecto Válvula será mostrado na Mata do Jardim Público, e terá também direito a uma das “vídeo talk sessions” previstas no programa.

E porque em movimento é que a gente avança, haverá workshops de dança a cargo de Renato Garcia e Duc Anh Tran.

Criatividade de movimento a mil com um dos maiores expoentes da atualidade!

Renato Garcia é um dos mais criativos coreógrafos do momento em Portugal. É coreógrafo e bailarino do grupo Originalz Urban Dance Company e dos RP Dancers, que em 2019 conquistaram o campeonato nacional de Hip Hop (HHI) nas divisões Megacrew, Adulto e Junior. Como o típico “workaholic” que ama a sua arte, Renato é ainda criador e tutor das peças de sucesso “In(sane)”, “How to get away from pain?” e “Originalz”. Irreverência e dinamismo é o cartão de visita deste coreógrafo e o Évora Urban Village assenta-lhe como uma luva!

Dança e movimento para além de fronteiras!

Já Duc Anh Tran, nascido no Vietname, e a viver atualmente em Budapeste (Hungria), é o fundador e Diretor dos R3D ONE, uma das maiores comunidades de Dança na Europa, e conta com uns impressionantes 1,4 milhões de subscritores e 190 milhões de visualizações no seu canal de Youtube, onde coloca os seus videos de dança. Duki, como é conhecido, é também neste momento o coreógrafo Europeu com mais seguidores na rede social Instagram. No seu percurso, está as suas passagens por 26 países onde desenvolveu atividade na arte da dança, sendo ainda o professor oficial nos maiores palcos de dança mundiais tais como Fair Play Dance Camp, The Beat Camp ou o Urban Dance Camp. Duki consegue ainda ser júri do prestigiado World of Dance nas versões de Holanda, Itália, Alemanh, Bélgica e China. O Évora Urban Village recebe assim um dos maiores nomes da dança mundiais na sua estreia.

São campeões nacionais de dança e estão a caminho do Alentejo!

Finalmente, uma palavra para os RP Dancers, que assinarão duas apresentações especiais em Évora. Eles chegam ao Urban Village com estatuto de campeões: No campeonato de Hip Hop 2019 (HHI) conquistaram 3 das principais categorias: Megacrew, Adulto e Junior! Provenientes da Póvoa de Varzim, são um dos grupos de dança urbana mais promissores do país e trazem sempre novos quadros, novas imagens, uma linguagem diferente do normal. Pelo segundo ano consecutivo representaram Portugal na final Mundial nos EUA.

Uma produção Artistica da AMG Music.

Um Festival Jovem, para o Futuro, promovido pela Câmara Municipal de Évora.

https://www.facebook.com/Évora-Urban-Village

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *