Fronteiras com Achille Mbembe dias 4 e 8 MAIO

FRONTEIRAS

ACHILLE MBEMBE

4 – 8 MAI
SEG – SEX

Para assistir no Facebook e YouTube da Culturgest

Durante a próxima semana, a Culturgest volta à reflexão sobre a temática das fronteiras com Achille Mbembe. O historiador esteve Lisboa, em outubro de 2018, para apresentar a conferência com o tema Para um Mundo sem Fronteiras que é retomado agora, à luz de uma realidade completamente diferente.

Em pouco tempo, a forma como nos podemos mover no mundo alterou-se radicalmente. As fronteiras que antes eram de Uniões ou de Estados, ergueram-se e aproximaram-se da nossa região, da nossa cidade, da nossa rua ou mesmo da nossa casa. A mobilidade que muitos de nós — principalmente quem vive num país europeu — tinha como garantida, ficou em suspenso.

Poderemos agora, a partir de uma nova perspetiva trazida por esta experiência, considerar as várias dimensões da mobilidade mundial, a sua história de inclusão, mas as suas muitas histórias de exclusão sobre quem tem podido, efetivamente, habitar ou não este planeta.

Neste âmbito, ao longo da semana, a Culturgest divulga diversos conteúdos: um testemunho de Achille Mbembe sobre a atualidade à luz do aparecimento da pandemia COVID-19, um texto e será recordada ainda a conferência integral em áudio dada pelo historiador na Culturgest.

Já esta semana, é divulgado um outro texto escrito pelo autor e publicado no site da Buala: O Direito Universal à Respiração, uma defesa do direito a respirar em tempos de pandemia mas também um alerta acerca do dever de “recompormos uma Terra habitável”. O texto está acessível neste link.

A questão fica lançada: “Seremos capazes de redescobrir a nossa pertença à mesma espécie e o nosso inquebrável vínculo à totalidade do vivo? Talvez esta seja a derradeira questão, antes que a porta se feche para sempre”.

Sobre Achille Mbembe
Achille Mbembe (Camarões, 1957) é professor de História e Política no Wits Institute for Social and Economic Research da Universidade de Witwatersrand (Joanesburgo, África do Sul) e em Harvard. Doutorado em História e Política (Universidade de Paris I-Panthéon Sorbonne e Instituto de Estudos Políticos em Paris), ensinou em Berkeley, Columbia e Yale.
É membro da Academia Americana de Artes e Ciências e dirigiu o Council for the Development of Social Science Research in Africa, em Dakar (Senegal). Nesta cidade cocriou, em 2016, Les Ateliers de la Pensée, um espaço de debate vital e de encontro entre pensadores, académicos e artistas, do continente africano e suas diásporas.
Um importante pensador no campo da teoria crítica, da história, da estética e da filosofia política, tem trabalhado extensivamente sobre a teoria pós-colonial e a política africana.
Das suas publicações destacam-se On the Postcolony, Crítica da Razão Negra (prémio literário Geschwister Scholl, 2015), Políticas da Inimizade e Brutalisme (2020). Em 2018, foi galardoado com os prémios Ernest Bloch e Gerda Henkel.

 

CULTURGEST – ESPETÁCULOS ADIADOS
Os espetáculos cuja realização estava prevista até final de junho foram adiados para novas datas a anunciar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *