O Hip Hop dá à Costa

No Caparica Primavera Surf Fest

BATIDAS GORDAS NO CAPARICA PRIMAVERA SURF FEST O Hip-Hop deu à Costa!

Agir, Dj Ride, Dj Overule e DJ Glue garantem dose generosa de batidas gordas – hip hop, novo R&B, dubstep e demais derivados – na edição inaugural do Caparica Primavera Surf Fest que decorre entre 26 de Março e 4 de Abril e onde estão envolvidos cerca de 20 djs e uma dezena de bandas.
Agir, que acaba de apresentar o single “Tempo é dinheiro”, avanço para o tão esperado álbum #Levameaserio, move-se entre o hip hop, R&B e novas linguagens como o trap e é um dos mais aplaudidos artistas da nova geração, estatuto conquistado graças ao material do ep Alma Gémea e da mixtape #agiriscoming e de diversas colaborações com artistas consagrados deste meio. Este espectáculo promete agitar as águas e afirmar o nome de Agir.
DJ Ride dispensa, claro, apresentações. Campeão de scratch com títulos internacionais, DJ Ride possui uma sólida carreira a solo e encontra-se actualmente a preparar novo álbum, sucessor do aclamado Life in Loops. Entretanto, a faceta de produtor de Ride tem evoluído em paralelo com o seu cada vez mais afirmado perfil de dj graças a trabalho realizado para artistas como Jimmy P ou Capicua. Atrás dos pratos, Ride é um dos mais vigorosos nomes desta cultura e portanto espera-se festa grossa no Caparica Primavera Surf Fest.
Mr Superstar é o título de um dos mais recentes trabalhos de DJ Overule, título apropriado para um dos mais incansáveis djs nacionais, um artista que construiu nome a pulso com uma agenda intensa de apresentações em clubes de todo o país. E como está sempre um passo à frente, Rule acaba de largar um bootleg que o cruza com Major Lazer, mais uma bomba para largar sobre as multidões que o seguem.
Finalmente, cereja em cima do bolo hip hop do Caparica Surf Fest, há DJ Glue para uma vez mais dar batidas gordas à multidão. Glue tem no currículo a ligação íntima a um dos maiores nomes que esta cultura já gerou, os Da Weasel, e experiência generosa em cabines de djs, incluindo a sua já mítica residência no Lux. Adivinha-se por isso mesmo intensidade máxima na sua apresentação.

Autor: pires