Shakira

A música da Shakira tem um cunho pessoal

 

Ninguém consegue cantar e dançar como ela, independentemente da sua idade, com tal sensualidade inocente, que parece ter sido inventada por ela.» 

“A música da Shakira tem um cunho pessoal que não se assemelha a nenhuma outra”

GABRIEL GARCÍA MARQUEZ, Prémio Nobel de Literatura

Shakira Isabel Mebarak Ripoll, ou apenas SHAKIRA. Sinónimo de graciosidade (o seu nome significa «a graciosa», em libanês, a língua paterna) beleza, sensualidade, força e energia de viver, de carisma.
Vencedora de Grammys e de MTV Music Awards e, acima de tudo, compositora e intéprete das suas canções, coreógrafa dos seus espectáculos e gestora da sua própria imagem e carreira, a “nova Madonna” é também uma jovem mulher deslumbrante, na flor da idade, que irradia simpatia e energia contagiantes.

Shakira é a artista que mais discos vendeu no Mundo (inclusive em Portugal) em 2002.

Ao vivo, Shakira é um verdadeiro “animal de palco”. Os seus espectáculos são uma celebração da vida, que começa no palco e rapidamente galvaniza o público para uma festa colectiva, onde ninguém consegue resistir aos ritmos quentes e aos refrões “orelhudos”.

Autor: inside
Data: 17/02/03