A Revolução dos Corpos Celestes – Teatro da Cerca de São Bernardo

A companhia Marionet celebra 20 anos e apresenta “A Revolução dos Corpos Celestes”, com texto e encenação de Mário Montenegro

Entre 12 e 15 de Março
Revolucao dos corpos celestes
Originalmente estreada em 2001, no extinto Museu Nacional da Ciência e da Técnica, “A Revolução dos Corpos Celestes” foi a primeira peça de teatro de tema científico da Marionet, companhia fundada pelo actor e encenador Mário Montenegro. No âmbito das comemorações dos seus 20 anos, o grupo apresenta agora uma remontagem, com as interpretações de Miguel Lança, Filipe Eusébio e Safire ScArlet Hikari.
O espectáculo tem como tema a evolução do conhecimento sobre a nossa posição no universo e é construído a partir dos “avanços científicos de três dos homens responsáveis pelo que hoje conhecemos nesse campo – Ptolomeu, Copérnico e Galileu”. Este trabalho – adianta a Marionet – “interroga-se sobre as questões pessoais, sociais, políticas, religiosas e científicas que inundaram as suas buscas da verdade”.
Assumindo que “a busca continua hoje e sempre – O que somos nós? Qual o nosso papel? Onde foi o princípio? E como? Será que estamos sozinhos no universo?” -, a Marionet questiona o próprio lugar do Teatro: “Será esse o nosso papel? O de questionar e partilhar essas perguntas com os outros? O de propagar o perguntar?”.
Com estreia marcada para 12 de Março, a criação da Marionet cumpre uma temporada de 4 sessões no TCSB, até dia 15 – de quinta a sábado às 21h30 e aos domingos às 16h00.
Os bilhetes, que custam entre 5 e 10 Euros, já podem ser adquiridos ou reservados pelos contactos habituais do Teatro.
Aos descontos normalmente praticados no TCSB, soma-se o desconto de 40% para profissionais de ciência, tendo em conta o tema do espectáculo e o perfil da Marionet, companhia que tem um trabalho continuado de cruzamento das artes performativas com a ciência.
O grupo desenvolve criações artísticas originais a partir de temas científicos, realiza investigação na área da intersecção artes performativas-ciência, promove trabalhos artísticos colaborativos com cientistas, participa em projectos de formação avançada em centros de investigação científica e está envolvido em projectos de ciência participativa.
A Escola da Noite acompanha e admira este percurso desde o primeiro momento e tem orgulho em poder associar-se às comemorações do aniversário, acolhendo a quinta estreia do grupo no TCSB, depois de  “Zoom” (2009), “BCC” (2011), “A Expressão das Emoções” (2014) e “Ego” (2015).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *