TERRA – Estreia 12 de junho de 2020 às 21:45

Auditório Ar Livre Reposição: 13, 19, 26 e 27 de junho às 21:45

Após os incêndios de outubro de 2017, o Trigo Limpo teatro ACERT fez nascer um novo projeto de criação e circulação teatrais, Café com Teatro. Construiu já dois espetáculos no âmbito desse projeto: Fogo! e Água, estreados no Bar ACERT, a 16 de março e a 25 de maio de 2018, respetivamente, partiram em digressão pelas freguesias do concelho de Tondela que foram afetadas pela catástrofe, bem como por outras localidades que desejaram refletir, de maneira divertida e poética, sobre os efeitos das alterações provocadas pelo ser humano no meio ambiente.
Na construção do espetáculo Terra, a pandemia (COVID-19) ocupou lugar de destaque. Fez-nos pensar ainda mais no planeta que habitamos! E nestes espetáculos, rimo-nos de quê? Da nossa impotência perante a força dos elementos e da pequenez que sentimos quando somos confrontados com os erros que cometemos na relação uns com os outros e na nossa relação com o planeta Terra.

No princípio era a Terra e o Universo a rodar à sua volta. Muitos estudos e heresias depois, Galileu Galilei veio comprovar, no século XVII, que não éramos o centro de nada: a Terra anda à volta do sol, como tantos corpos celestes andam à volta de alguma coisa, num infinito impossível de apreender e onde a ideia de centro bem pode enfiar-se num buraco negro… No palco, três atores e muitas personagens, uma narrativa que ecoa as discussões televisivas de tantos horários nobres a partir de textos de vários autores, por exemplo Ricardo Araújo Pereira, entre outros. Terra faz desfilar em palco as muitas discussões sobre o planeta que habitamos, da descoberta de Galileu à alucinação dos terraplanistas, colocando a ciência e a conspiração igualmente equipadas de argumentos prontos a esgrimir. A evolução das espécies, a física dos buracos negros, os primeiros seres humanos ou os recursos finitos do planeta e o modo como os usamos e abusamos, tudo isso faz parte deste espetáculo. Rimos, porque o humor é um modo de pensar e um dos mais sérios e eficazes. Rimos e continuamos a refletir sobre quem somos e o que vamos fazendo, sobre quem queremos ser e o que poderíamos fazer de modo diferente.

Terra começou a ser preparado antes desta pandemia, mas já com a sua presença a fazer-se ameaça. Os ensaios aconteceram cumprindo distâncias entre os actores e isso acabou por cristalizar-se no espetáculo, o que introduz novas realidades na reflexão sobre o que fazemos em conjunto e sobre o modo como interagimos com o presente do mundo. Quanto ao palco, a segurança coletiva levou-nos a trocar o Bar ACERT pelo Auditório ao Ar Livre, mantendo-se o registo de Café Teatro e, sobretudo, a enorme vontade de estar com o público.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *