A Companhia do Chapitô apresenta “NAPOLEÃO ou O Complexo de Épico”

Em cena de 28 de Janeiro a 7 de Março no Chapitô às 19h00

Após o excelente retorno da crítica e o sucesso da sua primeira temporada, entretanto cancelada em virtude da pandemia, a Companhia do Chapitô volta a casa para apresentar, de 28 de Janeiro a 7 de Marçoa sua mais recente criação “NAPOLEÃO ou O Complexo de Épico”, com algumas novidades na sua encenação e interpretação.

Palco de excelência para os mais hilariantes acometimentos no cânone dramatúrgico ocidental, levados a cabo pela companhia mais imprevisível do teatro lusitano”, escreve o jornalista Frederico Bernardino.

Na procura de entender o homem que foi Napoleão e o fenómeno em torno de si criado, debatemo-nos entre o fascínio e o repúdio. Figura carismática e controversa, lança-nos questões ligadas ao poder, políticas e sociais, tão pertinentes hoje como há dois séculos atrás.

A sua ambição pessoal, audácia e determinação levaram-no longe, expandindo territórios, apropriando-se dos ideais da Revolução Francesa. Mais tarde, reaproxima-se de valores aristocráticos que antes repudiara, centraliza em si o poder e auto proclama-se Imperador. A sua força de vontade era única. A sua queda foi proporcional à sua ascensão.

Uma vida romanesca que reúne todos os ingredientes para uma boa história. Caberá ao público julgar ou celebrar a figura histórica, o homem que foi Napoleão. A nós cabe-nos a tarefa de contar, procurando com humor e poesia, os reversos da história. Porque todas as moedas têm duas faces: cara ou coroa.

 

NAPOLEÃO ou O Complexo de Épico” na Imprensa 

 
“expelindo convenções borda fora”
“uma comédia visual sofisticada e recheada por uma saudável subversão do mito”
“…um descaramento consciente e elaborado e, no caso, particularmente talentoso.”

Rui Monteiro – Público

“uma paródia que surge a um só tempo séria e delirante.”
“dinamismo sábio desta representação lúdica”
“Performatividade magistral de atores experimentados e habilitados nas artes de improvisação e de representação..” “Vivacidade Indomável” “.. também a sonoplastia, o fumo, os efeitos de luz, o extremo cuidado na execução da exigente e vertiginosa coreografia do espetáculo compõem uma epopeia de ousadia artística de divertimento..”

Helena Simões – Jornal de Letras

“Vasculhando nos versos e reversos da história, a Companhia do Chapitô oferece uma visão hilariante e bem disposta, mas também reflexiva e poética, sobre essa figura carismática e controversa”

Frederico Bernardino – Agenda Cultural de Lisboa

Esta criação colectiva da Companhia do Chapitô – a 37ª do seu repertório – será apresentada de 28 de Janeiro 7 de Março, de quinta a domingo às 19h00 no Chapitô ( este horário pode estar sujeito a alterações).

Encenação – Cláudia Nóvoa e José C. Garcia
Dramaturgia – Ramón de Los Santos
Interpretação – Jorge Cruz, Susana Nunes e Tiago Viegas
Sonoplastia: Sílvio Rosado
Figurinos: Glória Mendes
Direcção de Produção: Tânia Melo Rodrigues

RESERVAS através do: +351 218 855 550 ou recepcao@chapito.org
Os bilhetes são pagos no acto da reserva. Prazo de 24h para envio de comprovativo de pagamento para o email acima indicado. Após 24h, a reserva não paga é cancelada.

Bilhetes – 12€ – Pagamento ou MBWay 00351 965745201
Ou por transferência: CHAPITO C C R SANTA CATARINA
IBAN: PT50.0036.0061.99100069105.58
Bilheteira aberta das 10h às 16h de segunda a sexta